Para saber mais sobre o impacto do coronavírus no mercado da moda, você precisa conhecer o BoF. O Business of Fashion é uma comunidade global de membros da moda que informa e conecta o setor para diversas áreas em todo o mundo. Nele, diversos  repórteres, engenheiros, designers e profissionais de marketing formam a principal fonte de inteligência do setor e uma de suas vozes mais respeitadas e influentes do mundo. Sua autoridade é baseada nos relatórios e análises originais da BoF, que não são encontrados em nenhum outro lugar.

Devido aos recentes fatos sobre o coronavírus, o BoF junto à McKinsey & Company, uma das empresas de consultoria mais influentes do mundo, lançaram o “The State of Fashion 2020 – Coronavirus update”. Este relatório detalhado fala sobre a indústria da moda global após a crise do coronavírus, com foco nos temas, questões e oportunidades que afetam o setor. O houpa trouxe um resumo sobre uma das principais e mais relevantes características para a indústria fashion.

Antes de começar a leitura é recomendado ler o artigo “Plantão houpa sobre o COVID-19” para entender os fatos que impactam o Brasil e mais especificamente São Paulo no mercado atacadista e varejista. 

Plantão houpa: COVID-19 coronavírus no mercado atacadista e varejista

É importante entender as tendências e dados específicos da moda que esse tipo de relatório oferece. Desta forma, adicionar estes dados à sua estratégia é essencial para estar conectado ao setor e também promover ações e mudanças valiosas para o seu negócio.

Se quiser ler o relatório completo, em inglês, clique aqui

Como será o mercado da moda fashion em 2020?

O foco no gerenciamento de crises é o que todos os executivos de moda e líderes de negócio estão pensando. Planejar as ações que virão, baseadas na situação atual e definir um plano de contingência é a questão mais importante no momento de todas as empresas, pequenas e médias e grandes. No entanto, grandes líderes já devem ter o mindset no futuro em suas cabeças. De nada adianta pensar no hoje e não saber o que fazer no amanhã. 

Os grandes influenciadores das empresas precisam estar atentos às mudanças que o coronavírus está impactando na economia. É preciso reinventar a indústria e para isso os esforços serão unificados.

Qual será o novo normal? O relatório “The State of Fashion 2020 – Coronavirus update”, se baseia na visão dos profissionais da moda durante o período de 12 a 18 meses. O foco é entender como as coisas vão acontecer e como as empresas e indústrias farão negócios a partir desta grande mudança de cenário. O que acontece depois que a poeira abaixar?

É inevitável que a transformação ocorra no mercado fashion. O consumo da quarentena é a tradução de como as pessoas foram impactadas durante a quarentena causada pelo coronavírus. Os mercados passaram a ter suas lojas vazias e tiveram que contratar mais pessoas de marketing e entregadores de compras. As pessoas passaram a consumir mais as redes sociais e com isso o número de lives no Instagram aumentou. Agora, quem não pode ir para a academia compra aplicativos em seu smartphone para receber exercícios personalizados. Escolas e universidades continuam suas atividades com valor reduzido mas operante, com sistema de ensino EAD.

10 motivos para sua loja começar a vender em marketplace de moda

A recuperação da pandemia coincidirá com uma recessão no mercado da moda fashion. Isso obrigará a marca a ser resiliente e saber enfrentar os problemas que virão. Os líderes precisam começar a se sentir confortáveis com a incerteza. Intensificar esforços para um futuro potencial, onde aconteça novos surtos e bloqueios para seus negócios. É preciso estar atento para tomar decisões rápidas e fazer intervenções ousadas na empresa e por isso, modelos operacionais também precisarão ser repensados. 

Mercado digital da moda 

 Marcas que possuem lojas físicas estabeleceram novas estratégias para atingir seu público. Ainda que o consumo tenha mudado, ele não deixou de existir. A internet tem sido um forte aliado para o mercado da moda fashion. As marcas se reinventaram e passaram a incluir em suas estratégias formas de vender suas peças online. 

As lojas estão aderindo novos planos para seus negócios, como a inserção de vendas em novos canais. Ainda que os canais diminuam, eles ainda continuarão a existir. Sua marca precisa estar preparada para ser vista em qualquer lugar. O mundo digital oferece essa possibilidade e todos querem e precisam da sua fatia no mercado.

As estratégias de venda agora são feitas para atingir multicanais e esta é uma previsão feita pelo “The State of Fashion 2020 – Coronavirus update”. Ainda que as compras pela internet tenham subido, estima-se uma diminuição de demanda desses canais. O consumidor quer ter mais certeza de suas compras. A partir disso conclui-se que estratégias que ofertem sua marca em mais de um lugar podem chamar atenção do seu consumidor. 

O mercado atacadista pode ter sua fatia diminuída, uma vez que os varejistas estarão liquidando suas peças para sobreviver aos gastos passados. No entanto, para o varejo, as coisas mudam de lugar, o consumo continuará acontecendo online e sofrerá forte diminuição offline. No entanto, a mudança da era digital é uma crescente aliada para os dois mercados e é nessa estratégia que a indústria aposta. Atingir os meios digitais é a principal maneira para continuar vendendo.

 

Escalada digital

Uma vez que a importância do meio digital foi escalada durante as quarentenas, os consumidores irão exigir mais neste espaço. Desta forma, as marcas devem agir rapidamente para entregar o que seu público espera. Quase da noite para o dia, a moda global começou a depender dos canais digitais. Empresas que não possuíam negócios online foram as maiores atingidas. Segundo o relatório, os consumidores adotam cada vez mais soluções digitais para compras, entretenimento e comunicações. Isso só é possível por que as marcas e os varejistas melhoraram suas capacidades digitais ao iniciar em novos canais.

Em março de 2020, executivos como Giovanni Pungetti, CEO da APAC do Grupo OTB, que controla as marcas Marni, Diesel e Maison Margiela, fez experimentos com lives de comércios ao vivo. Ao ser entrevistado, apontou a necessidade de abrir novos caminhos e salientou que o que aprendemos hoje também serão ferramentas para o tão esperado amanhã. 

As marcas que procurarem acelerar suas demandas online ficarão à frente da mudança de etapa na moda-digital. Os níveis de envolvimento crescerão exponencialmente. A quarentena trouxe também às redes sociais uma maior possibilidade de humanização. A tendência para as marcas é que continuem essa tendência. As pessoas vão se acostumar com esse contato e com a digitalização. Um grande aumento no consumo de pessoas com mais de 50 anos é esperado, uma vez que esse público não era totalmente envolvido com transações online. Os consumidores esperam gastar mais via online e social.

Para participar da escalada digital, sua marca precisa vender em multicanais online

Conheça o houpa! Empresas e entenda esta poderosa ferramenta para atacadistas e varejistas de moda.

Somos a primeira rede de pedidos gratuita e exclusiva para o mercado da moda atacadista que aproxima fornecedores e compradores dos maiores polos do Brasil. Nosso ambiente foi elaborado para descomplicar as relações de compra e venda do atacado de roupas. 

Sabemos que o mundo da moda está mudando e sempre estivemos preparados para participar dessa revolução.  Como o relatório mostra, os meios digitais são os lugares para se estar. O houpa une atacadistas, varejistas e consumidores finais com uma plataforma totalmente integrada, fácil e muito importante. Ela possibilita às lojas continuarem vendendo online.

Nosso sistema é multiplataforma. Foi desenvolvido para que você possa acessar pelo computador ou smartphone de qualquer lugar do mundo. E, para melhorar ainda mais a experiência das marcas, lançamos o houpa! Empresas, um aplicativo totalmente novo e otimizado para atacadistas e varejistas administrarem suas lojas e venderem seus produtos. 

Nós queremos mudar o mundo da moda junto com você. Faça o download do aplicativo e fale com a gente!

Faça download do app

Escaneie do QRcode abaixo e baixe o aplicativo. É grátis!

Ainda não tenho cadastro

Informe no campo abaixo o número do seu celular para baixar o aplicativo no seu smartphone